UOL

Coluna da Xuxa

Xuxa desabafa sobre preconceito: "Ame ao próximo como a ti mesmo"

Colunista de CONTIGO!, a apresentadora reflete sobre o tema

Por Xuxa Meneghel

Eu preciso perguntar: estamos em 2017 e as pessoas ainda se preocupam com quem os outros ficam? É isso? Ainda existe gente que quer saber se João gosta de José e se Maria está interessada em Paula? Não é possível! Algo deve estar errado! Alguém me explica o que está acontecendo?
Pelo amor de Deus, me falem, não é verdade que existem juízes e políticos preconceituosos, desrespeitosos e homofóbicos capazes de dizer que ser gay é ser doente. Criaturas que defendem a necessidade de cuidados terapêuticos e psicólogos para supostamente curar uma determinada forma de amar. E vamos combinar, isso já nem deveria estar mais em pauta. O que as pessoas fazem da própria vida sexual não é da conta de nenhum político, igreja, escola ou meio de comunicação. Preconceito é crime!
E, falando em crime, doença e ajuda de médicos, por que esses políticos não se preocupam em prestar mais assistência às crianças que sofrem algum tipo de abuso? Afinal, jovens e adultos que crescem com o sentimento de terem sido molestadas de alguma maneira podem desenvolver vários tipos de transtornos e os carregar por toda a vida. 
Sabe quantas crianças são abusadas diariamente? Nos últimos dois anos, o Disque 100 recebeu 37 mil casos de denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes. Esses seres humanos não pediram para viver uma situação dessas. Eles não quiseram passar por isso e não tiveram outra opção, além de se calar, aguentar e viver com essa dolorosa memória até criarem coragem de falar sobre o assunto com alguém.
Por que não usam o poder judicial para fazer o bem e ajudar quem precisa de auxílio? Os corpos dessas pessoas foram violados, abusados. Porém, preferem taxar os gays de doentes e propor “cura” a eles que têm o direito de fazer o que quiserem com seus corpos.
Por favor, digam que nada disso está acontecendo. E que políticos, juízes, religiosos e pessoas capazes de mobilizar a opinião pública pensarão com respeito e carinho na possibilidade de ajudar realmente a quem precisa.
E às pessoas limitadas e sem escrúpulo, que adoram repetir que Deus, por ter criado Adão e Eva, não aceita os homossexuais, que o amor deles é pecado...Simplesmente parem de usar o nome Dele para motivar guerras e disseminar algum tipo de preconceito. A única linguagem que Deus entende é a do amor. Ame ao próximo como a ti mesmo. 
Ame, ame, ame e proteja. Principalmente quem não sabe e não consegue se proteger, as crianças.
O Disque 100 recebe muitas denúncias anônimas. No entanto, nem sempre os delegados (as) têm formação para julgar os casos, pois não estudaram para isso ou não estão preparados para tal. Aliás, o próprio Disque 100 carece de mais psicólogos e terapeutas. Porém, isso custa dinheiro e, embora inventem cada vez mais impostos para tirarem o sossego e mais dinheiro de nós brasileiros, não investem como poderiam.
Retomando o início da nossa conversa, é vergonhoso ouvir pessoas dizendo que ser gay é ser doente. É revoltante!
Antes de almejar uma carreira política, todos os interessados deveriam passar por um psicanalista para descobrirem se são doentes. Preconceito, sim, é doença. E quem sofre disso não poderia se candidatar nem a síndico.
13/10/2017 - 17:02

Sugestões Especiais

Mais Notícias de Coluna da Xuxa

Notícias em Destaque

Útimas Notícias